O que são DevSecOps?

Há mais de uma forma de contar com um aplicativo seguro, mas talvez a estratégia mais comum envolva trabalhar de trás para frente. Tradicionalmente, antes de o DevSecOps ser sequer considerado, os desenvolvedores criariam um aplicativo e somente quando estivessem prontos para lançá-lo é que consultariam especialistas em segurança.

 

 

Solicite uma demonstração Leia whitepaper

O que são DevSecOps?

Segurança na nuvem

Com a mudança para o desenvolvimento ágil em um ciclo de vida de Integração / Implantação Contínua (CI / CD), um aplicativo pode ver mudanças muito mais rápidas colocadas em produção, colocando muito mais pressão sobre os especialistas em segurança por serem o último obstáculo para aprovação antes do lançamento. Postergar a avaliação de segurança até o final do desenvolvimento pode ser dispendioso, demorado e mais arriscado, já que mais preocupações de segurança podem ser descobertas tardiamente, com algumas delas passando despercebidas na etapa de produção.

 

Por que tantos desenvolvedores trabalham dessa maneira? Trata-se do desafio padrão de DevOps, que demonstra a lacuna entre desenvolvedores e especialistas em segurança, e ressalta o princípio de mudar para a esquerda, conforme caracterizado por DevSecOps.

 

DevSecOps é considerada a melhor estratégia de segurança de aplicativos pois reduz a probabilidade de que o aplicativo final contenha violações de segurança facilmente exploradas, mas muitos desenvolvedores têm resistido à mudança. Sem a integração perfeita da segurança no ciclo de vida de CI/CD de DevOps, ainda se argumenta que mudar para a esquerda torna o processo dos desenvolvedores mais lento.

 

Perante um ambiente digital em mudança, que está centrado na nuvem, o DevSecOps desempenha um papel mais importante do que nunca. Na verdade, muitas empresas que implantam na nuvem passaram a adotar essa estratégia como forma de reduzir o risco de vulnerabilidades de segurança dentro do aplicativo e o risco de uma violação de dados para a empresa.

 

Assim como ocorre com o DevOps, espera-se que a segurança na nuvem seja iterativa, perfeita na integração com o ciclo de vida de CI/CD e ajude a detectar problemas com maior antecedência para prevenir incidentes de segurança. É por isso que combinar serviços populares como AWS, GCP ou Azure com a solução de segurança CloudGuard Dome 9 da Check Point permite que as empresas adotem um gerenciamento de postura de segurança mais agressivo, além da proteção do tempo de execução do aplicativo. A solução CloudGuard Dome 9 é nativa da nuvem para o ambiente no qual está implantada, o que a torna uma solução ideal para a integração perfeita em qualquer ambiente de múltiplas nuvens.

A automação é a chave

O que diferencia o DevSecOps da abordagem DevOps anterior é sua ênfase na introdução da segurança no início do processo de desenvolvimento, mas não para por aí. Destaca-se que o objetivo da automação também é habilitar o ciclo de vida de CI/CD, entregando uma solução completa e segura para os usuários finais sem demora. 

 

Além de alimentar o ciclo de vida de CI/CD, a infraestrutura de segurança na nuvem do CloudGuard enfatiza a funcionalidade de iteração do DevSecOps e a complementa com inteligência compartilhada a partir de um banco de dados de ameaças conhecidas, de modo que cada ciclo seja informado por dados coletados em vários aplicativos e ambientes. Fornece visibilidade abrangente e inteligência contra ameaças que permitem que as equipes de segurança busquem, detectem, investiguem e solucionem ameaças e anomalias.  Isso significa que menos ataques passam despercebidos, mesmo quando os ciberataques evoluem rapidamente.

Uma abordagem colaborativa

De acordo com o diretor de tecnologia da Administração de Serviços Gerais dos Estados Unidos, o DevSecOps incentiva uma abordagem colaborativa entre desenvolvedores, profissionais de segurança e a equipe de operações, mas a colaboração não para por aí. A abordagem também incentiva a colaboração entre software e pessoas porque, como os especialistas do setor atestam, a segurança é um problema das pessoas. Ela começa com um bom código, mas é complementada por uma equipe que prioriza uma postura de segurança consistente.

 

Assim como há mais de uma maneira de desenvolver um aplicativo seguro, existem várias formas de fomentar uma cultura de negócios que priorize a segurança. Implementar a segurança no nível da codificação é fundamental, mas sem mudança cultural, esses esforços podem ser frustrados. Nessa estrutura, o DevSecOps compõe a base – 46% dos entrevistados nesta pesquisa realizada pela KPMG/Oracle afirmaram que um dos principais motivos para optar por uma abordagem DevSecOps era apoiar a implementação contínua da segurança. Na mesma pesquisa, 40% dos entrevistados também observaram que o DevSecOps promove um alto nível de colaboração entre diferentes equipes. Essas respostas demonstram que uma coisa é falar sobre a importância da segurança ou até mesmo contemplá-la na política. Contudo, só quando se investe em ferramentas que viabilizam esse processo é que o trabalho é realizado corretamente.

 

Se você estiver pronto para apoiar a mudança da sua equipe para uma estratégia DevSecOps abrangente, precisa da Check Point ao seu lado.


Entre em contato conosco hoje mesmo para discutir as necessidades da sua empresa e dar mais um passo ao colocar a segurança na vanguarda das suas operações.

Recursos recomendados